Metodologia

Nossa abordagem é simples e nossos alunos aprendem inglês dentro de contextos profissionais. Somos a primeira empresa no Brasil a utilizar essa abordagem.

Inglês profissional nada mais é do que a junção do inglês convencional explorado em cursos convencionais e o inglês técnico, geralmente ensinado de forma isolada. Ambos conceitos sempre andaram separados. A Optimum estabeleceu um sistema de ensino único no mundo para alunos de todos os níveis.

Procurando desenvolver um processo de ensino 100% eficaz – e portanto focado nas necessidades práticas do dia a dia das pessoas –, a rede Optimum de ensino desenvolveu um método próprio, cujo objetivo é simplificar e otimizar o aprendizado através do estímulo de aptidões já inerentes ao aluno. Denominada “Abordagem Seletiva™ ”, ou “Selective Approach™”, tem por base os conceitos científicos CBI (Content Based Instruction), CLIL ( Content and Language Integrated Learning) e SLA ( Second Language Acquisition).

A Optimum é a primeira e única escola a desenvolver material com esta base científica e foi fundada em 2010. Essa metodologia de ensino visa trazer o máximo de aproveitamento no menor intervalo de tempo e isso se dá através da contextualização do processo de ensino em temas de interesse do estudante. Com isso, todos os cursos Optimum contemplam além da estrutura de um curso convencional, todo um aprendizado com base em conteúdo relevante para o aluno, o que torna o processo de ensino intuitivo, natural e prazeroso. O sucesso na Europa e EUA vem comprovando essa nova tendência que a Optimum adequou de forma extremamente organiza para o mercado nacional.

 

 

  • Foco
  • Aplicabilidade
  • Cotidiano
  • Terminologia

A maior parte das pessoas sai dos cursos de inglês demonstrando pouca aplicabilidade do idioma. Mesmo após horas de estudo e após um volume significativo de investimento, muitos não conseguem utilizar o inglês como uma ferramenta eficiente de alavancagem profissional, ou mesmo de utilidade pessoal. E por que isso acontece? Inapetência dos alunos? Não. O problema está na abordagem em ensinar sobre a língua e não na preocupação em ensinar como aprendê-la e ser tornar fluente.

Os cursos de inglês convencionais tendem a unir em uma mesma classe pessoas com interesses e perfis variados e o resultado é que ninguém acaba sendo plenamente atendido. O resultado são cursos extremamente monótonos e massificados, que pecam no quesito mais importante: atender às necessidades reais das pessoas.

Com o intuito de quebrar esse círculo vicioso – que muitas vezes agride até mesmo a autoestima dos alunos -, a Optimum desenvolveu o conceito de “Selective Approach”, ou Abordagem Seletiva. Nele, os interesses do aluno são colocados em primeiro plano e, a partir daí desenvolve-se toda a parte “mecânica” da linguagem, ou seja, a sua arquitetura.

O método é embasado cientificamente, conforme detalhado abaixo, e cria um sistema motivacional e otimizado, no qual o ganho de confiança do aluno é imediato e no qual há grande satisfação do professor, o que é essencial para a qualidade do ensino.